Informações de Contato


BELO HORIZONTE, MG

Estamos disponíveis Ligue agora.

Foto: Ítallo Vieira

há um mês pari um monólogo. no dia 19 de março 22 estive sob uma forte luz amarela no palco do Galpão Cine Horto, em Belo Horizonte, com a cena “chamarei de qualquer coisa” – que tem dramaturgia de Daniel Gama e co-criação da quase cia.

“chamarei de qualquer coisa” me colocou de cara comigo. assim, sem nome nenhum, me colocou lá: no centro. “chamarei de qualquer coisa” encheu a minha boca. me chamou para o combate. falei falei falei falei. fôlego. susto. eu surda de tanto falar e você rouco de tanto ouvir. “chamarei de qualquer coisa” que me pariu. “chamarei de qualquer coisa” acontece porque todos os lugares confortáveis já se cansaram de mim. “chamarei de qualquer coisa” me convida pra dançar um rock pesado. virar um conhaque.

eu fui. e a ressaca dura até hoje.


durante o processo de criação desse trabalho
me perguntei diversas vezes por que estava fazendo isso
por que estar à vista?
por que deixar a palavra doer?
por que não o silêncio e o quarto de luz apagada?
por que não guardar lágrimas em um rosto mais seguro?
pra que deixar que me vejam?

se eu fechar os olhos
ninguém pode me ferir

me desconforto quando você me olha
até que quem te olha sou eu

teatro é um amparo. no agora que ele acontece tudo suspende. pausa. respiro. consigo respirar até a ponta do pé. tudo cabe só no agora e a luz está acesa, precisa acontecer. e precisa porque preciso. teatro só porque preciso. mais perguntas pra ir atrás. e vou indo. vendo que as respostas não têm graça.  

agradeço quem passou por lá. quem não passou, tudo bem. deve acontecer outra vez.
mas não acontecerá de novo.

o texto na íntegra desse trabalho será publicado em breve pelo Galpão Cine Horto.

agradeço e admiro quem fez “chamarei de qualquer coisa”: 

co-criação: @quasecia
em cena: @leticialeiva
dramaturgia: @danielcngama
iluminação: @carvalhomatheusz e @wellington2804
vozes de @babi__amaral, @beatrizfranca.arte, @coisasdedudude, @jummartins520, @ludmillaramalho, @lydiadp03, @marianabegonia, @raquelpedras e @rayaneecarolina_
edição dos áudios: @leoalcantaraa
produção: @pimenta.vegana
técnico do GCH: @sabarasol
fotos de divulgação: @marciacharnizonoficial

apoio e realização da 3ª mostra de monólogos: @galpaocinehorto

obrigada @pao_do_jao, @itallovieira e @thales_dcastro pelos registros

ps.: nunca sei o que falar nesse espaço e sigo falando 

Compartilhar: