Informações de Contato


BELO HORIZONTE, MG

Estamos disponíveis Ligue agora.


Foto: Lorenza Junqueira – EP Raiz: créditos Gabriela Oliveira

Dia 20 de março é comemorado o Dia Internacional da Felicidade, não coincidentemente, será o lançamento do terceiro EP da artista belorizontina, Lorenza Junqueira. Quatro canções autorais irão compor o trabalho, “Natureza”, “Violeta”, “Para pra Pensar” e “Maré”, com o objetivo de transmitir de forma simples e genuína a pureza do que mais acredita, a força da terra.

Em uma live transmitida ao vivo de seu canal no Youtube (www.youtube.com/lorenzajunqueira) no mesmo dia, Lorenza vai apresentar pela primeira vez numa locação intimista em Macacos, no distrito de São Sebastião das Águas Claras, as músicas deste que é o terceiro EP de sua carreira e motivou a gravação de seu primeiro clipe com a canção “Maré”.

Rodado em Santa Tereza, na praça Duque de Caxias – onde passou boa parte de sua infância ao lado dos avôs, o poeta Libério Neves, que publicou o livro “Santa Tereza”, no projeto BH de cada um, e Quintiliano Spindola, que por 30 anos conduziu um dos mais tradicionais bares da região, o Leger –, a artista fez questão de dar destaque às árvores plantadas por sua família, algumas das mais antigas daquela praça. Contando a história de um rapaz que vai percebendo beleza na vida após uma “maré” de azar, Lorenza busca nas adversidades a solução para o caos. “Meu amor, tenta não pirar, eu sei que a vida tá demais pra gente suportar. Mas olha pra esse céu lindo de domingo, o sol tá sorrindo e convidando a gente pra dançar”.

Interpretado pelo ator José Vilaça, com a participação de Marcelo Marques, o trabalho tem direção de fotografia da Porto Films, conhecida pelos trabalhos com as também mineiras Skank e Jota Quest, codirigido por Nayara Macedo – da Kondzilla –, e produzido por Luciana Leitte que com sua LL Cultural já trabalhou em projetos com Fernanda Souza, Suzana Pires, Fernanda Rodrigues, Dr. Dráuzio Varella, dentre outros.

Com um EP para espantar o medo, abrandar a dor e ressignificar os males, em especial nos tempos difíceis que atravessa a humanidade, a cantautora conta em “Raiz” um de seus segredos para ficar em paz: “Vou remando, vou remando de acordo com a maré e é só ter fé. E ouvir a voz da natureza é o que me mantém de pé”.

Compartilhar:

Paloma Morais

administrator